“O Bloco de Esquerda é, seguramente, um dos partidos com os estatutos mais democráticos, mais abertos, e orgulhamo-nos disso”, afirmou Catarina Martins à chegada ao Centro de Desportos e Congressos de Matosinhos (distrito do Porto), onde decorre entre hoje e domingo a XII Convenção Nacional do partido.

Confrontada com as críticas das moções à falta de debate interno, a líder defendeu igualmente que “no panorama europeu e no panorama português não haverá um partido com tanta capacidade de promover o debate e as diferenças de opinião”.

“Se pudemos melhorar? Seguramente, e em todas as convenções esse é um tema”, acrescentou.

A coordenadora vincou ainda que “no Bloco de Esquerda nunca há unanimismos, e as convenções são mesmo debates políticos a sério”.

“Nós orgulhamo-nos muito disso, orgulhamo-nos muito de ter um partido em que todos os militantes têm a liberdade para apresentar moções, em que é promovida a diversidade das ideias porque sim, as convenções são momentos definidores da política e para eles é importante que toda a gente debata”, prosseguiu.

Catarina Martins considerou ainda “muito bom” terem sido apresentadas cinco moções de orientação política que serão discutidas e votadas nesta reunião magna, antecipando que “esse debate será muito importante com certeza”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.