“Entre as 00:00 e as 22:00 de hoje [horas dos Açores, menos uma do que em Lisboa] foram contabilizados aproximadamente 770 eventos, o que reflete uma ligeira diminuição da atividade sísmica. Todos os sismos registados até ao momento são de baixa magnitude e evidenciam uma origem de natureza tectónica”, adiantou o CIVISA.

Num ponto de situação sobre a crise sísmica que se regista em São Jorge desde sábado, o CIVISA referiu que a medição de gases e temperatura no solo na área epicentral não resultou, até à data, na identificação de qualquer anomalia, continuando os levantamentos de campo nos próximos dias.

No âmbito da monitorização geodésica, o CIVISA, em colaboração com outras entidades, está a reforçar a rede de observação baseada em estações GNSS e a proceder ao tratamento de imagens de satélite.

“Os dados existentes até à data corroboram as observações sismológicas ao indiciarem a existência de alguma deformação na área epicentral”, avançou ainda o centro que assegura a monitorização e a avaliação dos perigos geológicos nos Açores.

Em comunicado, o CIVISA alertou para a possibilidade de ocorrência de sismos que podem atingir magnitudes mais elevadas do que as registadas até ao momento, assim como para o perigo de ocorrência de derrocadas potenciadas pela atividade sísmica e pelas adversas condições meteorológicas que afetam o arquipélago.

“Não há evidências de estar iminente uma erupção vulcânica, embora tal cenário não esteja afastado”, salientou.

A crise sismovulcânica iniciou-se a 19 de março na parte central da ilha de São Jorge, numa área compreendida entre Velas e Fajã do Ouvidor, e “continua acima dos valores de referência”.

O sismo mais energético desta crise ocorreu às 18:41 (19:41 em Lisboa) desse dia, com epicentro a cerca de dois quilómetros da Urzelina e uma magnitude 3,3 na escala de Richter.

Até ao momento foram identificados cerca de 182 sismos sentidos pela população.

Segundo os dados provisórios dos Censos 2021, a ilha de São Jorge tem 8.373 habitantes, dos quais 4.936 no concelho das Velas e 3.437 no concelho da Calheta.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.