O chefe da polícia da Catalunha saiu hoje da Audiência Nacional em Madrid sem qualquer medida cautelar, ficando em liberdade depois de ser ouvido na qualidade de investigado num delito de sedição numa manifestação popular contra a Guardia Civil.

Josep Lluís Trapero, que é uma das quatro pessoas que está a ser investigada neste caso de assédio à Guardia Civil numa operação de 20 de setembro, abandonou o tribunal no meio de aplausos de alguns separatistas presentes e também assobios de outras pessoas.

Segundo fontes judiciais citadas pela agência espanhola EFE, o procurador não pediu a prisão nem qualquer outra medida cautelar para o chefe dos Mossos d’Esquadra (polícia regional catalã) depois de estar cerca de uma hora perante uma juíza.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.