O homem de 39 anos, cujo nome não foi divulgado, vivia na Baviera e foi acusado em junho passado, adiantaram os procuradores em Koblenz, cidade do noroeste da Alemanha.

O homem é acusado, juntamente com outros dois, de ter criado, no início de 2021, uma organização criminosa, nomeadamente um grupo armado chamado "Paladin", que os procuradores alegam ter tido como finalidade agir contra as medidas de combate ao coronavírus.

O suspeito é acusado de produzir peças de armas com uma impressora 3D e de realizar sessões de treino com os outros membros do grupo, mas não surgiram provas da existência de planos para a realização de qualquer ataque em concreto, revelaram os procuradores titulares do processo, em comunicado.

O paradeiro do suspeito era desconhecido desde, pelo menos, junho, tendo o homem sido detido em Portugal em novembro último, encontra-se atualmente sob custódia em Portugal para cumprimentos dos trâmites de extradição para a Alemanha.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.