O ataque foi presenciado por uma patrulha policial que se encontrava nas imediações e que acorreu e tentou apagar o incêndio causado por objetos explosivos no exterior da embaixada.

De acordo com a mesma fonte, na altura do ataque, não havia pessoas dentro do edifício.

A zona permaneceu interditada durante várias horas para que os elementos da polícia pudessem recolher provas e a circulação de comboios nas estações mais próximas foi suspensa temporariamente para as operações de busca pelos suspeitos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.