Na igreja de Sint-Willibrordus, em Knesselare, na Bélgica, algumas dezenas de pessoas prestaram uma última homenagem a Lambrecht, entre as quais o ‘sprinter’ alemão André Greipel e o belga Tiesj Benoot, da Lotto-Soudal, à qual pertencia Lambrecht, e o diretor da equipa, Marc Sergeant, entre outros.

Uma camisola da equipa Lotto foi depositada em cima do caixão do jovem belga, que foi transportado por diversos corredores profissionais que privaram com Lambrecht.

Bjorg Lambrecht, de 22 anos, era uma das grandes promessas do ciclismo belga e, na presente temporada, tinha obtido um quarto lugar na Flèche Wallone e um sexto na Amstel Gold Race, depois de já ter sido vice-campeão da Volta à França do Futuro, batido apenas pelo atual campeão do Tour, o colombiano Egan Bernal.

Lambrecht deveria participar na edição deste ano da Volta a Espanha, mas deixa de luto o ciclismo belga, do qual era uma das principais apostas de futuro, a par de Remco Evenepoel e Wout van Aert.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.