Itália

Em Itália continuarão proibidas as viagens entre 21 de dezembro e 06 de janeiro de 2021, as deslocações entre municípios dias 25 e 29 deste mês e na noite do Ano Novo, exceto em casos de trabalho, de saúde ou de regresso ao domicílio.

Também está proibido sair sem motivo justificado entre as 22:00 e as 05:00. A 01 de janeiro de 2021, o recolher obrigatório será prolongado até às 07:00.

Quanto ao almoço e ao jantar de Natal, o Governo recomendou celebrá-los apenas com familiares que residem na mesma casa, mas não adiantou o número máximo de comensais.

Os restaurantes estarão abertos no almoço, inclusivamente nos dias festivos, mas não com mais de quatro pessoas por mesa. Bares e cafés estarão abertos até às 18:00 na zona amarela (a de menor risco no país) e até ao dia de Reis (a 06 de janeiro)), as lojas poderão estar abertas até às 21:00. Os centros comerciais estarão encerrados ao fim de semana.

A hora da realização da Missa do Galo, que se realiza tradicionalmente a partir da meia-noite de 31 de dezembro, deverá ser antecipada para que os fiéis possam regressar a casa antes do recolher obrigatório. Os cinemas e teatros estarão fechados durante doto o período festivo.

Alemanha

Durante as festividades natalícias haverá uma ligeira diminuição das restrições para possibilitar a celebração em família ou com amigos, sendo 10 o número máximo de pessoas, sem contar com menores de 14 anos. Podem ser impostas medidas mais duras em regiões com uma incidência de infeções particularmente elevada.

Atualmente, o número máximo de pessoas permitido em reuniões é de cinco, de dois agregados diferentes, também excluindo os menores de 14 anos.

Em Berlim, que, numa semana, conseguiu baixar a taxa de incidência acumulada referente a sete dias de 215,6 há nove dias para 179 na sexta-feira, as festas natalícias e o Ano Novo terão de celebrar-se num círculo mais pequeno, de até cinco pessoas, além de crianças com menos de 12 anos.

Reino Unido

O Reino Unido vai suavizar as restrições entre 23 e 27 de dezembro para permitir reuniões familiares no Natal, mas dentro dos limites definidos pelas diferentes regiões.

Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte decidiram que as pessoas que integrem até três agregados distintos podem formar uma “bolha” naquelas datas para celebrar o período natalício.

Nesses dias, não haverá limite à quantidade de pessoas que integrem as “bolhas”, à exceção da Escócia, que impôs uma limitação a um máximo de oito, em que os menores de 12 anos não são incluídos.

Na Irlanda do Norte, o período de aligeiramento das restrições é maior, de 22 a 28 de dezembro.

Bélgica

Na Bélgica, as famílias só poderão convidar para as noites de Natal e de Ano Novo uma pessoa que não viva na mesma casa. As pessoas que vivem sós poderão convidar duas.

O recolher obrigatório, que começa atualmente às 22:00, será aligeirado até à meia-noite de 24 de dezembro. Quando à noite de Ano Novo, o Governo belga ainda não o definiu.

Países Baixos

Os Países Baixos só decidirão sobre as normas a seguir a 08 deste mês, mas não se espera que alivie demasiado o confinamento parcial em que o país se encontra.

O Governo aposta em manter encerrado o setor hoteleiro até meados de janeiro de 2021 (ou talvez reabrir de forma muito limitada) e poderá aumentar temporariamente de três para seis o número máximo de peças que poderão reunir-se nos espaços interiores das residências.

Também continuará em vigor a proibição da venda e consumo de álcool e drogas nas ruas a partir das 20:00, em todos os dias da semana.

Luxemburgo

No Luxemburgo, o Governo não pretende aligeirar as restrições impostas no final de novembro, que incluem o recolher obrigatório das 23:00 às 06:00, até ao feriado de fim de ano, pelo que as visitas são reservadas a um máximo de dois convidados por casa.

Áustria

A Áustria vai diminuir as limitações de reuniões privadas no Natal e no Ano Novo. Paralelamente, até 06 de janeiro mantém o recolher obrigatório das 20:00 às 06:00, bem como a proibição de espetáculos, o encerramento de toda a gastronomia e o aluguer de espaços para festas e em hotéis e pensões.

Para as férias de Natal, de 24 a 26 de dezembro, bem como para a noite de Ano Novo, de 31 de dezembro para 01 de janeiro, vão aplicar-se regras especiais, mais brandas. Nesses dias, o recolher obrigatório é suspenso e as reuniões são permitidas em casas particulares com um máximo de 10 pessoas de várias famílias diferentes.

Ao mesmo tempo, foram impostas medidas para reduzir as viagens nas férias de inverno, onde muitos austríacos tendem a esquiar nos Alpes. No entanto, os hotéis nas estâncias de esqui estarão encerrados, apesar de as pistas estarem abertas.

Roménia

As autoridades romenas, se bem que não tenham colocado, até agora, limites ao número de pessoas que poderão reunir-se em casas particulares no Natal e no Ano Novo, proíbem as festas em locais privados com mais de seis pessoas, tendo apelado à responsabilidade individual para evitar novos surtos.

Além de alguns centros populacionais que foram isolados devido ao alto número de casos de contágio, a Roménia não impôs confinamentos ou encerramentos dos perímetros ou limitações de movimento entre regiões ou grandes cidades.

República Checa

A República Checa está a ponderar prorrogar o estado de emergência para além de 12 de dezembro, a fim de manter as restrições de contacto social em vigor e destinadas a travar a propagação do novo coronavírus, num contexto de diminuição das infeções.

As medidas não abrangem membros da mesma família, ou seja, não há limite para o número de parentes numa reunião privada.

Por outro lado, fora dos grupos familiares, não pode haver mais de seis pessoas e, nas celebrações religiosas, mais de 10.

Na rua só podem reunir-se até um máximo de seis pessoas, enquanto os bares e restaurantes não devem admitir clientes acima de 50% da capacidade. Cada mesa pode ter no máximo quatro pessoas.

As medidas também se aplicam a estâncias de montanha, onde os checos costumam ir durante as férias de Natal.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.