A campanha de 2022 prevê viagens todos os sábados, até 29 de outubro, e aos domingos, de 03 de julho a 09 de outubro.

A composição inclui cinco carruagens de madeira, datadas do início do século XX, com 254 lugares, e a locomotiva a vapor, percorrendo o percurso habitual pelo Património Mundial da Humanidade, entre o Peso da Régua (distrito de Vila Real) e o Tua (distrito de Bragança), com paragem na vila do Pinhão.

Fonte da CP disse à agência Lusa que a viagem inaugural tem a lotação esgotada.

Antes da partida do comboio, na estação, há uma receção aos clientes e a bordo há animação com danças e cantares regionais.

Depois, no Pinhão (Alijó) os turistas podem observar os painéis de azulejos da estação e o abastecimento de água à locomotiva e, em Foz — Tua (Carrazeda de Ansiães), podem visitar o Centro Interpretativo do Vale do Tua.

O programa do Comboio Histórico na Linha do Douro arrancou no final da década de 90.

Na campanha de 2021, que decorreu entre 05 de junho e 30 de outubro, viajaram no comboio histórico cerca de 7.800 passageiros, a que a que correspondeu uma taxa média de ocupação de 96%.

De acordo com a empresa, do universo dos clientes que realizou o passeio no ano passado, 90% foram turistas nacionais, pertencentes a todas as faixas etárias.

Apesar do início da campanha ter decorrido sob certas restrições, impostas pela pandemia, a “procura atingiu níveis superiores aos registados em anos anteriores”.

Segundo a empresa, em 2018 e 2019 viajaram no Comboio Histórico do Douro, 6.190 e 5.420 clientes, respetivamente. Em 2020, devido à pandemia de covid-19 o programa sofreu condicionamentos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.