"Esta reunião foi palco para a aprovação e integração de 17 novos Fundadores no Conselho de Fundadores de Serralves. Este número muito expressivo de novos Fundadores é revelador da relevância crescente da atividade de Serralves e também do esforço de descentralização da atividade protagonizado ao longo dos últimos anos", assinala a Fundação em comunicado.

A instituição refere que na Reunião Anual do Conselho de Fundadores de Serralves, órgão presidido por Emílio Rui Vilar, a presidente da Fundação de Serralves, Ana Pinho, fez um balanço da "intensa" atividade que Serralves ofereceu ao público durante 2020, apesar de todos os constrangimentos causados pela pandemia e qual se traduziu numa programação intensa e multidisciplinar nos espaços da Fundação e em mais de duas dezenas de exposições da Coleção de Serralves.

Foram, ainda, realizadas exposições no estrangeiro, fruto também de parcerias com algumas das mais importantes instituições culturais do mundo.

Já os responsáveis pelo Museu e Casa, pelo Parque e pela Casa do Cinema de Manoel de Oliveira fizeram a antevisão do que será a atividade de Serralves em 2021, nas suas diversas áreas de intervenção, desde a arte contemporânea, à arquitetura, passando pelo cinema e pela reflexão sobre temas críticos para a sociedade e o seu futuro, prometendo um reforço da atividade da Fundação dentro e fora de portas, alargando a sua área de influência e atuação junto de diferentes públicos e comunidades.

"Nova década, novo futuro é a ideia-força para 2021, um futuro que Serralves construirá sobre os eixos essenciais da diversidade, a inclusividade e a sustentabilidade", adianta-se num comunicado.

A reunião do Conselho de Fundadores contou com a participação da Ministra da Cultura, Graça Fonseca, tendo sido exibido, no final da sessão, um vídeo contendo uma mensagem do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

O Conselho de Fundadores é composto por todas as entidades identificadas nos Estatutos da Fundação, pelo Estado e ainda por todos aqueles a quem o respetivo Conselho, sob proposta do Conselho de Administração, por deliberação devidamente fundamentada e tomada por maioria absoluta, atribua tal qualidade, tendo em atenção os relevantes serviços prestados à Fundação ou os particulares méritos que nele concorram.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.