Um editorial publicado na quarta-feira pelo Rodong Sinmun, jornal oficial do partido único do país, celebra a "angústia" da Coreia do Sul, grande rival de Pyongyang, com a possibilidade de Donald Trump vencer as eleições americanas.

Na terça-feira, um site de propaganda elogiou o milionário, descrevendo-o como um "sábio" que tomará melhores decisões do que Hillary Clinton, chamada de candidata "limitada".

Nos dois casos, a imprensa cita a ameaça de Trump de retirar as tropas americanas da Coreia do Sul se Seul não assumir os custos da missão. O candidato republicano também disse que é favorável a uma retomada de diálogo com o dirigente norte-coreano Kim Jong-Un.

"O governo sul-coreano é incapaz de esconder a sua angústia ao olhar de perto a posição do candidato à presidência americana Donald Trump sobre a política coreana", afirma o Rodong Sinmun.

Apesar de o jornal demonstrar satisfação com o medo da Coreia do Sul, não declara apoio à candidatura do polémico empresário.

O site de propaganda DPRK Today também abordou o tema. O portal, dirigido a uma audiência internacional e que não é considerado a voz oficial de Pyongyang, ao contrário do Rodong Sinmun, também destaca a ideia de Donald Trump a respeito das tropas americanas.

De todas as formas, para o DPRK Today os eleitores vão ter de escolher entre dois males. "Pouco importa quem for eleito presidente, a política hostil dos Estados Unidos com a Coreia do Norte não mudará e as 'loucas promessas de campanha' de Donald Trump são apenas uma estratégia eleitoral".

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.