"Quanto à governação do Banco de Portugal, terei oportunidade de discutir o assunto com o próximo ministro de Estado e das Finanças, como sempre disse, proceder à audição dos partidos políticos, conversar com o próprio senhor governador, e na altura própria o Governo tomará decisões sobre essa matéria", disse António Costa no final do 'briefing' do Conselho de Ministros, que decorreu hoje no palácio da Ajuda, em Lisboa.

Sobre outras matérias de futuro, o primeiro-ministro confirmou ainda que todos os secretários de Estado das Finanças cessam funções na próxima segunda-feira, e que a nova equipa, liderada por João Leão, será apresentada "oportunamente".

"Como se sabe, com a saída dos ministros, saem automaticamente todos os secretários de Estado que dependem dos ministros. Portanto, com a saída do professor Mário Centeno, todos os secretários de Estado que prestam serviço no Ministério das Finanças cessam as suas funções na próxima segunda-feira", afirmou António Costa.

O chefe do Governo acrescentou ainda que "oportunamente, o novo ministro de Estado e das Finanças [João Leão] constituirá a sua equipa e a apresentará".

Entretanto, hoje a RTP avançou que Ricardo Mourinho Félix, secretário de Estado Adjunto e das Finanças, irá sair do Governo, após informação dada pelo próprio à estação pública. A Lusa contactou o Ministério das Finanças mas ainda não obteve confirmação.

A equipa liderada por Mário Centeno era composta por Ricardo Mourinho Félix, João Leão (secretário de Estado do Orçamento, agora promovido a ministro de Estado e das Finanças), Álvaro Novo (secretário de Estado do Tesouro) e António Mendonça Mendes (secretário de Estado dos Assuntos Fiscais).

O primeiro-ministro, António Costa, garantiu hoje que a mudança de ministro de Estado e das Finanças é “uma tranquila passagem de testemunho”, considerando que “este é o `timing´ certo” para esta alteração.

No briefing final do Conselho de Ministros de hoje – que foi bem mais curto do que os recentes do período de covid-19 – estiveram lado a lado o primeiro-ministro, António Costa, o ministro das Finanças cessante, Mário Centeno, e o futuro titular da pasta, João Leão.

O Presidente da República aceitou hoje a exoneração de Mário Centeno como ministro de Estado e das Finanças, proposta pelo primeiro-ministro, e a sua substituição por João Leão, até agora secretário de Estado do Orçamento.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.