"Relativamente ao caso positivo ontem [quarta-feira] diagnosticado, o mesmo foi, por decisão do ramo das Forças Armadas no qual presta serviço, transferido da ilha Terceira para território continental, onde reside, com vista à continuidade do seu processo de recuperação da infeção por covid-19 e à sua respetiva substituição no contingente militar", informa a autoridade no seu comunicado diário.

Dos restantes sete passageiros do voo que transportou o militar, que tiveram resultado negativo no teste laboratorial para SARS-CoV-2, cinco "foram também, por decisão do respetivo ramo das Forças Armadas, transferidos para o continente, onde residem, e dois permanecem na ilha Terceira, onde deverão cumprir a sua quarentena, um no domicílio e outro na base militar".

Já o passageiro que desembarcou em São Miguel teve resultado negativo para SARS-CoV-2 em diagnóstico laboratorial e permanece em quarentena nas instalações militares.

Nas últimas 24 horas, acrescenta a autoridade, foram realizadas 307 análises nos dois laboratórios de referência da região, não tendo sido descortinados novos casos positivos de covid-19.

Os Açores não apresentam neste momento qualquer caso positivo ativo de infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, sendo que até à data foi detetado um total de 147 casos na região: 130 recuperaram, 16 morreram, e um voltou ao continente.

Portugal regista hoje 1.504 mortes relacionadas com a covid-19, mais sete do que na quarta-feira, e 35.910 infetados, mais 310, segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde.

Em comparação com os dados de quarta-feira, em que se registavam 1.497 mortes, hoje constatou-se um aumento de óbitos de 0,46%. Já os casos e infeção subiram cerca de 0,9%

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.