De acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), o número de infetados é de 1.147.369 (mais 11.123 casos), enquanto o número de recuperados é hoje de 870.568 (mais 11.080 que os números anteriores).

O maior número de casos e de mortos de covid-19 continua a registar-se na África Austral, com 633.194 infetados e 13.268 vítimas mortais.

Nesta região, a África do Sul, o país mais afetado do continente, contabiliza 596.060 infetados e 12.423 mortos.

O norte de África, a segunda zona mais afetada pela pandemia, regista agora 201.867 infetados e 7.713 mortos desde o início da pandemia, enquanto na África Ocidental o número de casos subiu para 151.355 e o de vítimas mortais para 2.274.

Na região da África Oriental, registaram-se 108.814 casos e 2.350 mortos e na África Central são contabilizados agora 52.139 casos de infeção e 1.013 óbitos.

O Egito é o segundo país com mais vítimas mortais, a seguir à África do Sul, contabilizando 96.914 infetados e 5.197 óbitos, seguindo-se a Argélia, que conta hoje com 40.291 casos e 1.389 vítimas mortais.

Entre os cinco países mais afetados estão também a Nigéria, que regista 50.488 infetados e 985 óbitos, e o Sudão, com 12.546 casos e 808 vítimas mortais.

Entre os países africanos que têm o português como língua oficial, Angola lidera em número de mortos. Angola regista 93 mortos e 2.044 casos, seguindo-se Cabo Verde (36 mortos e 3.321 casos), Guiné-Bissau (33 mortos e 2.149 casos), Moçambique (20 mortos e 3.115 casos) e São Tomé e Príncipe (15 mortos e 887 casos).

A Guiné Equatorial, que integra a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), tem 4.821 infetados e 83 óbitos, números que foram divulgados pelas autoridades equato-guineenses em 01 de agosto.

O primeiro caso de covid-19 em África surgiu no Egito em 14 de fevereiro e a Nigéria foi o primeiro país da África subsaariana a registar casos de infeção, em 28 de fevereiro.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 787.918 mortos e infetou mais de 22,4 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.