O país sul-americano totaliza agora 137.272 vítimas mortais e 4.558.068 casos de infeção, quando a taxa de letalidade da doença se encontra fixada em 3%.

Já a taxa de incidência da covid-19 no Brasil é agora de 65,3 mortes e de 2.169,0 casos por cada 100 mil habitantes.

No Brasil, país lusófono mais afetado pela pandemia, mas também uma das nações com maior número de recuperados – 3.887.199 de pessoas diagnosticadas conseguiram curar-se da covid-19 -, 533.597 pacientes infetados encontram-se sob acompanhamento médico.

Geograficamente, os estados com maior número de infetados são São Paulo (937.332), que é o foco da pandemia no país, Bahia (295.996), Minas Gerais (271.194) e Rio de Janeiro (252.046).

No topo da lista das unidades federativas com maior número de óbitos estão São Paulo (33.984), Rio de Janeiro (17.727), Ceará (8.834) e Pernambuco (8.016).

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 961.531 mortos e mais de 31,1 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.