Em relação ao número de casos confirmados, o país somou 19.373 infetados nas últimas 24 horas, totalizando agora 3.359.570 pessoas diagnosticadas com o novo coronavírus.

A tutela da Saúde adiantou que investiga a eventual relação de 3.454 mortes com a covid-19, quando a taxa de letalidade da doença no país está em 3,2%.

Geograficamente, São Paulo, o estado mais rico e populoso do país, é o foco da pandemia, contabilizando oficialmente 702.665 casos de infeção e 26.899 mortos.

Até ao final de agosto, São Paulo poderá ter entre 30 mil e 36 mil mortes e entre 835 mil e 970 mil casos confirmados do novo coronavírus, segundo uma estimativa divulgada hoje pelo Centro de Contingência do Coronavírus daquela unidade federativa.

Na lista de estados mais afetados pela pandemia no Brasil seguem-se a Bahia, com 217.115 pessoas diagnosticadas e 4.475 óbitos, o Ceará, que soma 198.202 infetados e 8.163 vítimas mortais, e o Rio de Janeiro, que tem hoje 194.651 casos confirmados de covid-19 e 14.566 mortes.

O Brasil, que é o segundo país com maior número de mortos e infetados pelo novo coronavírus, apenas atrás dos Estados Unidos da América, mas também a segunda nação com maior número de recuperados, tem hoje 2.478.494 pacientes que conseguiram superar a doença.

No total, 772.540 infetados continuam sob acompanhamento médico.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.