Em comunicado, a Câmara de Rio Maior (distrito de Santarém) afirma que as medidas, em vigor até 03 de abril, incluem ainda a suspensão da cedência de equipamentos culturais e de transporte municipal, de todas as visitas de lazer, turismo ou de âmbito desportivo, cultural e recreativo promovidas pelo município e de eventos e/ou visitas aos espaços culturais e turísticos, que estejam sob gestão municipal (incluindo monumentos).

São suspensas igualmente as ações de formação presencial, encontros ou outros similares, promovidos pelo município ou por outras entidades, nos equipamentos municipais.

Nos espaços desportivos geridos pelo município e/ou pela empresa municipal Desmor são suspensas temporariamente as atividades das escolas de Natação, de Ténis e de Padel e dos Projetos Mais Desporto, Mais Saúde, Psicomotricidade, Natação no 1.º Ciclo e no Pré-Escolar, ficando a utilização dos equipamentos desportivos restringida a treinos e a competições federadas oficiais, não sendo permitida a presença de público.

A autarquia pede aos munícipes que apenas procurem atendimento presencial nos serviços municipais “em situações urgentes e inadiáveis”, privilegiando o uso do telefone ou da Internet.

“As medidas do presente comunicado serão objeto de revisão em função da evolução da avaliação que, em cada momento, for feita da adequação das medidas agora adotadas com vista à prevenção e controlo da COVID -19”, acrescenta.

A Câmara de Rio Maior pede a todas as instituições do concelho que adotem medidas similares e aos munícipes que “adotem e promovam comportamentos serenos e responsáveis, por forma a não colocar em risco a saúde de todos, seguindo rigorosamente todas as recomendações da Direção-Geral da Saúde”.

A Direção-Geral da Saúde (DGS) atualizou hoje o número de infetados, que registou o maior aumento num dia (19), ao passar de 59 para 78, dos quais 69 estão internados.

A região Norte continua a ser a que regista o maior número de casos confirmados (44), seguida da Grande Lisboa (23) e das regiões Centro e do Algarve, ambas com cinco casos confirmados da doença.

O boletim divulgado hoje assinala também que há 133 casos a aguardar resultado laboratorial e 4.923 contactos em vigilância, mais 1.857 do que na quarta-feira.

No total, desde o início da epidemia, a DGS registou 637 casos suspeitos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.