Em resposta à agência Lusa, o gabinete de comunicação da UCP do Porto afirma que depois de analisada a situação, verificou-se que os 15 casos de infeção de alunos do programa Erasmus [de mobilidade académica entre estudantes de todo o mundo] “foram contraídos fora das instalações” da instituição e sem “qualquer relação com atividades” promovidas pela universidade.

“A Católica está a acompanhar a situação em estreita articulação com as Autoridade de Saúde, dando o devido acompanhamento aos nossos alunos”, observa.

Hoje, em declarações à Lusa, o gabinete de comunicação da Universidade do Porto adiantou que o número de casos ativos de estudantes do programa Erasmus subiu para 80.

Também o gabinete de comunicação do Instituto Politécnico do Porto avançou hoje que foram detetados mais 10 casos positivos entre estudantes de Erasmus, passando de 14 para 24 o número de infetados do programa de mobilidade.

No IPP há também sete estudantes nacionais com covid-19.

Na sexta-feira, a U. Porto confirmava a deteção de mais 38 casos positivos, passando de 41 para 79 o número de estudantes infetados.

No entanto, os dados reportavam “erros de contabilização”, sendo que no dia 09 de outubro foram contabilizados 34 novos casos, passando para 75 o número de infetados, o que agora representa um aumento de cinco casos.

Num comunicado divulgado na quinta-feira à noite, a U. Porto esclareceu que os seus casos positivos se “distribuem por várias faculdade e vários cursos”.

Isto “reforça a convicção das autoridades de saúde de que o contágio ter-se-á dado fora do contexto de aulas ou de outras atividades no interior da universidade”, acrescentou.

A U. Porto afirmou ainda que, até ao momento, não foram registados casos de contágio “dentro das instalações”.

Hoje, o gabinete de comunicação do IPP afirmou que, apesar do aumento de casos positivos entre os estudantes do programa Erasmus, o número de estudantes nacionais infetados com covid-19 mantém-se, sendo sete os estudantes positivos.

O IPP está “por iniciativa própria” a testar todos os estudantes do programa de mobilidade, num total de 195 estudantes.

Na segunda-feira, a Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N) avançava à Lusa que a última atualização dos dados dava conta de 54 alunos infetados.

A Lusa tentou obter hoje esclarecimentos adicionais junto da ARS-N, mas até ao momento não obteve resposta.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de um milhão e oitenta e um mil mortos e mais de 37,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 2.110 pessoas dos 89.121 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.