“Hoje, a Comissão Europeia concedeu uma autorização condicional de comercialização (CMA) para a vacina covid-19 desenvolvida pela Janssen Pharmaceutica NV, uma das empresas farmacêuticas da Johnson & Johnson, e a quarta vacina covid-19 autorizada na União Europeia (UE)”, segundo um comunicado de imprensa do executivo comunitário.

Esta autorização, salienta o comunicado, “segue uma recomendação científica positiva baseada numa avaliação exaustiva da segurança, eficácia e qualidade da vacina pela EMA e é aprovada pelos Estados-membros”.

A Comissão Europeia assegura ter verificado todos os elementos de apoio à autorização de introdução no mercado e consultado os Estados-membros antes de conceder a autorização de introdução no mercado.

Bruxelas aprovou o contrato de compra antecipada de doses de vacinas com a Janssen em 08 de outubro de 2020 podendo agora a subsidiária europeia da Johnson & Johnson fornecer 200 milhões de doses individuais da sua vacina covid-19 à UE a partir do segundo trimestre deste ano.

Está previsto que Portugal receba 4,5 milhões de doses este ano desta vacina, a primeira a ser administrada em dose única.

O contrato permite aos Estados-membros a aquisição de 200 milhões de doses adicionais.

Estas serão, para além de 600 milhões de doses de vacina BioNTech-Pfizer e 460 milhões de doses de vacina Moderna, bem como 400 milhões de doses de vacina AstraZeneca.

A Agência Europeia do Medicamento aprovou hoje a vacina Janssen da covid-19, considerando-a "segura e eficaz".

“A EMA acabou de recomendar que seja dada uma autorização condicional de introdução no mercado à vacina da Janssen contra a covid-19 para pessoas maiores de 18 anos”, anunciou a agência.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.