“Esta doação é uma parte fundamental do fornecimento de suprimentos essenciais e conhecimentos técnicos do Governo dos Estados Unidos para apoiar a resposta urgente e contínua de Moçambique à pandemia”, lê-se no comunicado distribuído hoje à comunicação social.

Os aparelhos foram produzidos nos Estados Unidos pela Zoll Medical Corporation e, segundo a embaixada norte-americana em Maputo, podem ser usados no tratamento quer de pacientes pediátricos como de adultos.

“A doação destes ventiladores resulta dos cerca de 14,8 milhões de dólares [13 milhões de euros] em fundos dos EUA que apoiam os esforços de combate à covid-19 em Moçambique”, disse o embaixador dos EUA em Maputo, Dennis Hearne, citado no comunicado.

Desde o anúncio do primeiro caso, em 22 de março, Moçambique registou 2.411 casos positivos de covid-19, 16 óbitos e 860 pessoas já foram dadas como recuperadas, segundo a última atualização.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 733 mil mortos e infetou mais de 20 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.