Em informação remetida à agência Lusa, o CHVNG/E descreve que está a revelar-se necessário alargar a resposta para acolher doentes covid-19, razão pela qual está a ser preparada uma reserva de mais 18 camas em enfermaria.

Esta é a segunda enfermaria que o CHVNG/E prepara no espaço de poucos dias, uma vez que, depois de anunciar um reforço de camas na quinta-feira, este centro hospitalar abriu uma enfermaria com 24 camas no sábado, a qual apresenta hoje 80% de capacidade.

Atualmente o CHVNG/E tem internados 115 doentes com infeção pelo novo coronavírus e 12 em cuidados intensivos.

De acordo com a mesma fonte, “ainda esta manhã este hospital recebeu um doente proveniente de Cascais para cuidados intensivos”.

No sábado, o CHVNG/E, que ultrapassou os 1.000 doentes tratados com diagnóstico covid-19, também confirmou a chegada de dois doentes do Hospital Amadora Sintra.

Esta situação ocorre ao quarto dia de confinamento geral determinado pelo Governo que remeteu para hoje o anúncio de novas medidas mais restritivas.

Na última semana Portugal registou máximos de casos de infeção pelo novo coronavírus e de mortes associadas à covid-19, tendo o Ministério da Saúde enviado um despacho aos hospitais do Serviço Nacional de Saúde, com entrada em vigor imediata, no qual determinava que os hospitais passassem os seus Planos de Contingência para o nível máximo.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.031.048 mortos resultantes de mais de 94,9 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 8.861 pessoas dos 549.801 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.