Os novos dados, publicados hoje pelo gabinete croata para a luta contra a pandemia, inserem-se numa tendência de aumento dos casos que se tem verificado nos últimos dias.

O epidemiologista que lidera o grupo, Krunoslav Capak, admitiu a possibilidade de encerrar os clubes noturnos para contrariar essa tendência.

No entanto, admitiu que não está confirmado que o recente surto está associado a esses espaços.

Os cientistas recomendam que apenas os clubes noturnos ao ar livre sejam permitidos.

Nos clubes de Zagreb e ao longo da costa croata, milhares de jovens festejam as noites de verão sem máscaras e sem respeitar a distância de segurança, segundo a comunicação social croata.

A Croácia, cujo produto interno bruto (PIB) depende em cerca de 20% do turismo, tem atualmente mais de um milhão de turistas na sua costa do Adriático, mas as autoridades asseguram que o turismo não representa um perigo se forem respeitadas as medidas de segurança.

Até agora, o país, de 4,7 milhões de habitantes, confirmou 6.050 infetados pelo novo coronavírus, dos quais 161 morreram.

Atualmente há 811 casos ativos de covid-19 no país, dos quais 115 estão hospitalizados e, destes, 10 nos cuidados intensivos.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 749 mil mortos e infetou mais de 20,6 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.