Segundo os dados destas duas forças de segurança, divulgados hoje em comunicado pelo Ministério da Administração Interna, dos 1056 autos, as infrações mais frequentes foram o incumprimento das regras de consumo de bebidas alcoólicas na via pública (500 autos), seguido do incumprimento das regras de ocupação nos locais abertos ao público (153) e a falta de uso de máscara nos estabelecimentos, salas de espetáculos ou edifícios públicos (137).

Estas autoridades indicaram ainda 117 autos por incumprimento do uso de máscara nos transportes públicos, 66 por aglomeração de pessoas, 56 por desobediência dos horários de funcionamento dos estabelecimentos.

Neste período, foram ainda encerrados 112 estabelecimentos e suspensa a atividade de outros 55, pelo incumprimento das regras de funcionamento (nomeadamente ao nível da possibilidade de abertura ao público, horário de funcionamento ou regras de permanência no espaço reservado a clientes).

Foram ainda efetuadas 48 detenções por desobediência ao acatamento das ordens emanadas pelas Forças de Segurança.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 673 mil mortos e infetou mais de 17,3 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.735 pessoas das 51.072 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.