A entidade responsável pelo processo na região especificou à Lusa que já foram administradas 44.500 doses de vacinas até à última sexta-feira, 09 de abril, sendo que destas 31.020 são primeiras doses e 13.480 segunda doses, ou seja, a vacinação completa.

A ULS do Nordeste serve cerca de 125 mil utentes dos 12 concelhos do distrito de Bragança, o que significa que mais de 35% destes já foram vacinados com uma dose e quase 11% com as duas doses das vacinas disponíveis contra a covid-19.

A vacinação está a ser feita por equipas dos Cuidados de Saúde da ULS do Nordeste em centros preparados, em parceria com os municípios, em todos os concelhos da região, que estão a abrir gradualmente, conforme a disponibilidade das vacinas.

Segundo esclarece a ULS, em comunicado, “a administração de vacinas em Centros de Vacinação no distrito teve início, na semana passada, em Bragança, Mirandela, Alfândega da Fé, Freixo de Espada à Cinta e Vila Flor”.

O processo, de acordo com a fonte, “terá continuidade durante esta semana, com a abertura, de forma gradual, dos Centros de Vacinação nos restantes sete concelhos do Nordeste Transmontano”, nomeadamente Vinhais, Carrazeda de Ansiães, Macedo de Cavaleiros, Vimioso, Mogadouro, Miranda do Douro e Torre de Moncorvo.

“Estes espaços estão organizados por áreas, com circuitos bem definidos e identificados, de modo a facilitar a mobilidade dos utentes, que têm ao dispor as condições necessárias em termos de estruturas, bem como o apoio de um conjunto de profissionais”, refere.

A ULS do Nordeste assegura ainda que, nesta zona, “a campanha de vacinação está a decorrer de acordo com o estipulado no Plano Nacional de Vacinação contra a covid-19, mediante a realização de convocatórias, com data e hora marcadas, segundo a priorização dos utentes estabelecida no referido plano”.

Esta entidade reitera “uma mensagem de tranquilidade à população do distrito de Bragança, assegurando que todas as pessoas irão ser convocadas para efetuar a vacina, de acordo com as prioridades definidas no plano nacional e no estrito cumprimento de todas as normas e orientações das entidades competentes nesta matéria”.

O distrito de Bragança tem registado nas últimas semanas uma média de cerca de 20 casos ativos de infeção pelo novo coronavírus e vários concelhos sem qualquer ocorrência.

O concelho de Vimioso é único que continua a constar do mapa de maior risco a nível nacional por ter chegado aos nove casos, reduzidos para três no último boletim oficial das autoridades locais de saúde, emitido na sexta-feira.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.