O país soma agora um total de 1.775 mortos e 53.981 casos confirmados de covid-19. 39.585 pessoas já recuperaram da doença.

Nos hospitais estão internadas 320 pessoas (menos 28 que ontem), 37 em unidades de cuidados intensivos (menos quatro).

A região de Lisboa e Vale do Tejo regista hoje mais 94 casos de infeção do que na sexta-feira, com um total de 27.888 casos confirmados.

Regista também duas das mortes ocorridas nas últimas 24 horas. O outro óbito foi registado na região norte.

Portugal regista hoje mais 39.585 casos recuperados, mais 211 do que na sexta-feira. Há 1.263 pessoas a aguardar resultados laboratoriais e 36.268 contactos em vigilância pelas autoridades de saúde, ambos os indicadores com valores abaixo dos registados na sexta-feira.

Nas últimas 24 horas o número de doentes internados em cuidados intensivos baixou para 37, menos quatro do que os 41 de sexta-feira, e o total de doentes internados baixou para 320, menos 28 do que na sexta-feira.

O boletim em detalhe

Na região norte estão confirmados 19.419 casos de covid-19 desde o início da pandemia, 66 dos quais nas últimas 24 horas; a região centro contabiliza 4.584 casos confirmados (+16); o Alentejo regista 812 casos confirmados (+13), e o Algarve 965 casos (+8).

Na região autónoma da Madeira contam-se 129 casos confirmados desde o início da pandemia (+1 nas últimas 24 horas) e nenhum óbito; e nos Açores registam-se 184 casos confirmados e 15 mortes, sem alterações no último dia.

Quanto aos óbitos registados, o norte mantém-se como a região com o total de mortes mais elevado, com 839 registos; o centro tem 253 mortes; a região de Lisboa e Vale do Tejo 629; o Alentejo 22; e o Algarve 17.

Portugal continua sem registo de mortes abaixo dos 20 anos e a faixa etária acima dos 80 anos continua a ser a mais atingida pela mortalidade por covid-19.

Quanto a casos confirmados, distribuem-se por todas as faixas etárias sendo as idades até aos nove anos as menos afetadas por infeções até ao momento.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 760 mil mortos e infetou mais de 21 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Casos positivos na vila alentejana de Mora sobem para 33

O número de pessoas infetadas com covid-19 na vila de Mora, no distrito de Évora, subiu hoje de manhã para 33, continuando três delas hospitalizadas, incluindo uma em cuidados intensivos, disse o presidente do município.

Luís Simão indicou à agência Lusa que os dados sobre a "confirmação oficial" de três novos casos positivos (eram 30 na sexta-feira) foram-lhe fornecidos, cerca das 13:00 de hoje, pelas autoridades de saúde locais.

Três das pessoas infetadas continuam internadas no Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE), uma delas na Unidade de Cuidados Intensivos (UCI), referiu.

Segundo o autarca, os testes a habitantes da vila vão continuar a ser feitos nos próximos dias nas instalações da Casa do Povo.

Os casos positivos de covid-19 em Mora são de "pessoas da comunidade", sendo "a maior parte familiares e elementos dos agregados" dos primeiros infetados na vila, referiu.

Na sequência do surto de covid-19, vários equipamentos da vila foram encerrados, pelo menos, até segunda-feira, por precaução, como o edifício dos Paços do Concelho, a Oficina da Criança, a Casa da Cultura e instalações desportivas.

Além dos serviços municipais, também fecharam temporariamente as portas, por precaução, o Centro de Atividades de Tempos Livres de Mora e alguns estabelecimentos comerciais.

Também o Plano Municipal de Emergência já foi ativado, na sequência de uma reunião da Comissão Municipal de Proteção Civil, realizada na passada terça-feira, para lidar com este surto.

Açores sem novos casos e com mais um doente recuperado

Os Açores, por outro lado, não registaram nas últimas 24 horas novos casos de covid-19, e um doente recuperou da doença, informou hoje a autoridade de saúde regional.

Em comunicado, a entidade informa que as 1.606 análises realizadas nos dois laboratórios de referência da região - em São Miguel e na Terceira - nas últimas 24 horas não revelaram novos casos positivos de covid-19, o que sucede pelo terceiro dia seguido.

O caso recuperado corresponde a uma mulher, com 26 anos de idade.

Assim, até ao momento, foram detetados na região 193 casos de infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, que causa a doença covid-19, verificando-se atualmente 22 casos positivos ativos, todos na ilha de São Miguel.

Morreram na região 16 pessoas com covid-19.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.