Numa nota publicada no portal da Presidência da República na Internet, o chefe de Estado defende "o acesso das populações de todo o mundo às vacinas" e aproveita para deixar uma referência sobre o processo europeu de vacinação.

"A colaboração multilateral é determinante para atingir este objetivo de forma sustentável, tal como o é na União Europeia, permitindo a Portugal ter acesso às vacinas ao mesmo ritmo dos outros Estados-membros, que todos esperamos se possa acelerar", afirma.

Nesta mensagem, intitulada "Presidente da República saúda vacinas para todos", Marcelo Rebelo de Sousa congratula-se com "o anúncio da Organização Mundial de Saúde (OMS) de que vai hoje ser entregue ao Gana o primeiro lote de vacinas contra a covid-19, financiado através da Covax, um mecanismo multilateral para a distribuição de vacinas".

A iniciativa Covax é coliderada pela Aliança Gavi, organização internacional atualmente presidida por Durão Barroso, pela Coligação para a Inovação na Preparação para Epidemias (CEPI) e pela OMS.

O Presidente da República argumenta que "o acesso das populações de todo o mundo às vacinas é não só essencial para a saúde de cada qual, seja onde for que viva, como para a segurança sanitária de todos nós, pois enquanto não houver uma imunidade de grupo alargada não poderemos voltar a viver e a interagir como desejamos".

"A cooperação e a partilha dos avanços tecnológicos, que têm permitido o desenvolvimento rápido de diversas vacinas, será determinante para tal e deve primar sobre considerações de oportunidade de política nacional ou internacional, pois está em jogo a saúde de todos", reforça Marcelo Rebelo de Sousa.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.