O país contabilizou também 10.388 novos contágios para um total de 1.978.954 casos da doença, acrescentaram.

O México é terceiro país do mundo com o maior número de óbitos devido à covid-19, atrás dos Estados Unidos e do Brasil, e o 13.º em número de infeções, de acordo com a contagem independente da Universidade norte-americana Johns Hopkins.

O México foi um dos primeiros países do mundo a começar a aplicar a vacina da BioNTech/Pfizer, em 24 de dezembro, e até agora recebeu apenas cerca de 767 mil doses, ficando aquém do objetivo de imunizar todo o pessoal médico da linha da frente com 1,4 milhões de unidades em janeiro.

O Presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, indicou na sexta-feira que na próxima semana vai começar o plano de vacinação maciça com a chegada de novas doses.

O país de 126 milhões de pessoas tem acordos de pré-compra de 34,4 milhões de doses da BioNTech/Pfizer, 77,4 milhões da AstraZeneca, 35 milhões da CanSino, 24 milhões da Sputnik V e 51,5 milhões da plataforma Covax, da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.