A comissão municipal reuniu hoje de emergência por causa do “aumento generalizado de casos positivos de covid-19” neste concelho do distrito de Vila Real e recomendou que cafés, restaurantes, bares, cabeleireiros e comércio em geral passem a funcionar das 10:00 às 19:00.

A comissão informou ainda, em comunicado, que o Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Alto Tâmega e Barroso determinou o encerramento das extensões de saúde do concelho (Salto, Ferral, Cabril e Venda Nova) e a redução das consultas presenciais no centro de saúde de Montalegre.

“As medidas que, contrariados, somos obrigados a anunciar prenunciam, sem qualquer disfarce ou mistificação, a gravidade do momento que estamos a viver, mas que espero que sejam por todos entendidas e acatadas”, disse à agência Lusa o presidente da câmara de Montalegre, Orlando Alves.

De acordo com o autarca, o concelho regista hoje cerca de 70 casos de Covid-19.

O município advertiu que, caso estas recomendações não sejam cumpridas, podem ser tomadas “medidas mais severas e de cumprimento obrigatório”.

Das recomendações de horário reduzido excetuam-se farmácias, padarias e postos de combustível.

“Apelamos à participação dos proprietários e à adesão a este nosso desejo, mas sem impor por enquanto nada”, referiu Orlando Alves.

Neste concelho, mantém-se o apelo ao uso generalizado da máscara, mesmo em espaços abertos, ao distanciamento social, etiqueta respiratória, higienização e desinfeção constante das mãos.

Mas, porque “confinamento não implica isolamento”, o autarca garantiu que “os serviços municipais, as associações de bombeiros e os presidentes de junta estão disponíveis para assumir a entrega de bens essenciais a quem precisar”.

O Plano Municipal de Emergência e Proteção Civil de Montalegre foi acionado em 02 de outubro, após terem sido conhecidos os casos positivos em Salto, primeiro no Lar Nossa Senhora do Pronto, alastrando-se depois às escolas, bombeiros e particulares.

Na sede do concelho, são conhecidos casos no centro de saúde e no Lar de São José da Santa Casa da Misericórdia.

A Misericórdia informou hoje que, dos 27 testes efetuados aos trabalhadores após ter sido detetada uma utente de 80 anos positiva, 26 deram negativo e um inconclusivo, o qual vai ser repetido.

A instituição vai realizar mais testes nos próximos dias.

O município já implementou outras medidas para travar a Covid-19 como a suspensão das feiras, desfasamento dos horários de trabalho dos funcionários camarários e o encerramento do Castelo.

A Diocese de Vila Real anunciou também hoje que decidiu “suspender temporariamente as celebrações do culto e outras atividades pastorais nas paróquias do Arciprestado do Barroso (concelho de Montalegre) até que as condições melhorem”.

Relativamente aos funerais salientou que “devem ter celebrações breves e sejam restritos aos familiares, respeitando todas as regras em vigor”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.