Pela primeira vez, desde setembro, o número de novos casos registados numa semana é inferior a um milhão no total dos 53 países da região europeia para a OMS (que inclui vários países da Ásia Central), assinalou em comunicado o diretor regional para a Europa da organização com sede em Genebra, Hans Kluge.

Os novos casos confirmados diminuíram pela quinta semana consecutiva, apesar de continuarem “elevados”, prosseguiu o diretor da OMS, assinalando que “as novas mortes também baixaram pela terceira semana consecutiva”.

“Quando os números de casos de covid-19 estão em níveis mais baixos em muitos países, como acontece agora, as autoridades de saúde têm uma oportunidade para se concentrarem em avaliar e melhorar a eficácia das suas respostas face ao vírus”, frisou Hank Kluge.

A direção da OMS lembra também que outros serviços de saúde, como os atendimentos oncológicos e os programas de vacinação infantil foram severamente afetados pela pandemia de covid-19.

A redução do número de casos que se verifica em todo o continente europeu permite, portanto, concentrar nos setores que foram negligenciados durante a pandemia.

“É também chegado o momento de preparar os nossos serviços de saúde para voltarem ao seu caminho, elaborar estratégias e prestar serviços de saúde além da resposta à covid-19”, apontou o diretor.

Segundo um estudo citado por Kluge, “num período de 12 semanas em 2020, cerca de 28,5 milhões de operações planeadas tiveram de ser canceladas devido à covid-19”.

Por outro lado, à medida que os profissionais de saúde vão sendo vacinados, “a capacidade de lidar com os atrasos de cirurgias adiadas, tratamentos de quimioterapia cancelados e campanhas de vacinação interrompidas também aumenta”, considera a OMS.

O diretor regional para a Europa falou ainda das novas variantes do coronavírus, mais contagiosas, dizendo que são “desafios extra” mas que “tudo pode ser controlado com as ferramentas que temos à disposição” neste momento.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.