Em comunicado, a Câmara de Idanha-a-Nova, no distrito de Castelo Branco, explica que a decisão foi tomada na sexta-feira, "atendendo à situação epidemiológica a nível mundial e a que têm vindo a aumentar os casos de infeção em Portugal, com o alargamento progressivo da sua expressão geográfica".

"A situação de alerta de âmbito municipal abrange todo o território municipal do concelho de Idanha-a-Nova e vigora até 09 de abril de 2020, podendo ser prorrogada em função da evolução da situação epidemiológica nacional e do concelho de Idanha-a-Nova", lê-se na nota.

A autarquia determinou ainda, no âmbito da situação de alerta, a adoção de um conjunto de medidas preventivas, de caráter excecional.

Estas medidas preveem que todas as pessoas que se desloquem do estrangeiro e/ou que se desloquem de território nacional para o concelho de Idanha-a-Nova, com a intenção de ali residir temporariamente, "deverão cumprir o isolamento social".

Todos os munícipes, emigrantes, visitantes ou turistas, devem evitar deslocações desnecessárias ao centro de saúde local e devem ser adotadas as regras de isolamento social emanadas da Direção Geral de Saúde (DGS) relativamente à covid-19.

A Direção-Geral da Saúde elevou, na sexta-feira, para seis o número de mortes em Portugal e para 1.020 os casos confirmados de infeção, mais 235 do que na quinta-feira.

Das pessoas infetadas em Portugal, cinco recuperaram.

Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira até às 23:59 de 02 de abril.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, infetou mais de 265 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 11.100 morreram.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.