Segundo a mesma fonte, o advogado, nascido em 1972, foi sujeito a um teste de rastreio este sábado e no mesmo dia ficou a conhecer o diagnóstico positivo.

"Encontra-se em casa, sem necessidade de internamento ou tratamento hospitalar", adianta a fonte municipal.

Questionada sobre a sintomatologia de Jorge Vultos Sequeira, o número de contactos sob vigilância e a quantidade de pessoas em quarentena após deteção da doença, o mesmo contacto da Câmara disse à Lusa que essas informações ainda não estão disponíveis, mas adiantou: "Pelos dados apurados até ao momento, o foco de contágio não terá origem nos serviços ou atividades da Câmara Municipal".

A mesma fonte adianta que "o autarca encontra-se em casa, sem necessidade de internamento ou tratamento hospitalar", e que a situação "está a ser gerida pela Autoridade de Saúde Local de São João da Madeira".

O novo coronavírus responsável pela presente pandemia de covid-19 foi detetado na China em dezembro de 2019 e já matou mais de um milhão e 30.000 pessoas em todo o mundo, infetando mais de 33,9 milhões.

Em Portugal, onde os primeiros casos confirmados se registaram a 02 de março, o último balanço da Direção-Geral da Saúde indicava 2.005 óbitos entre 79.151 infeções confirmadas.

No caso específico de São João da Madeira, concelho com cerca de oito quilómetros quadrados de área, uma população residente de 21.700 habitantes e uma população móvel de aproximadamente o dobro, o último relatório epidemiológico da autarquia foi publicado hoje e, embora não indicando o número de casos ativos, mencionava 96 cidadãos sob vigilância médica e um total acumulado de 170 casos de infeção desde o início da pandemia.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.