António Costa ficou em isolamento profilático preventivo da covid-19, após ter estado na quarta-feira, no Palácio do Eliseu, em Paris, com o presidente francês, Emmanuel Macron, que se encontra infetado com o novo coronavírus.

"O primeiro-ministro testou negativo para o covid-19 no teste que efetuou hoje de manhã, já previamente agendado no âmbito da preparação para a deslocação às Forças Nacionais Destacadas (FND) na República Centro-Africana e Mali e visitas oficiais a São Tomé e Príncipe e Guiné Bissau, previstas para os dias 18 a 20 de dezembro", refere um comunicado do gabinete de António Costa.

No mesmo comunicado, refere-se que o primeiro-ministro "mantém o isolamento profilático preventivo, aguardando que a autoridade de saúde defina o confinamento resultante do contacto de risco, na sequência da reunião de trabalho presencial que teve ontem com o Presidente francês Emmanuel Macron".

"O primeiro-ministro mantém toda a atividade executiva e a agenda de trabalho não presencial, tendo já hoje presidido por videoconferência à reunião sobre o Plano Nacional de Vacinação de combate à Covid-19 e estando a presidir, também por videoconferência, à reunião de Conselho de Ministros", acrescenta-se.

Pelo menos cinco líderes da União Europeia entraram em quarentena por terem estado nos últimos dias com o Presidente francês, Emmanuel Macron, que hoje se confirmou estar infetado com covid-19.

Os chefes dos governos português, António Costa, belga, Alexander de Croo, espanhol, Pedro Sánchez, e luxemburguês, Xavier Bettel, bem como o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, isolaram-se voluntariamente, por precaução.

Todos estiveram juntos no Conselho Europeu de 10 e 11 deste mês, em Bruxelas, sendo que António Costa voltou a estar com Macron na quarta-feira enquanto Sánchez e De Croo estiveram com o Presidente francês na segunda-feira.

Com resultados negativos ao teste do novo coronavírus estão a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, e a chanceler alemã, Angela Merkel.

Já esta tarde, o chefe do Governo espanhol apresentou também um resultado negativo ao novo coronavírus, mas irá permanecer em isolamento até pelo menos 24 deste mês, apesar de não apresentar quaisquer sintomas de doença.

Fonte europeia explicou que, segundo o Palácio do Eliseu, sede da Presidência francesa, Macron deve ter sido contagiado entre a noite de segunda-feira e o dia seguinte.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.