Os cinco residentes de Macau já saíram do cruzeiro através de um avião fretado pelo Governo de Hong Kong, indicaram as autoridades de Macau em conferência de imprensa.

Nenhum teste deu positivo de novo coronavírus, mas três residentes regressaram ao território e encontram-se sob quarentena.

Os outros dois, porque também têm passaporte de Hong Kong, optaram pela quarentena na antiga colónia britânica, explicaram os Serviços de Saúde.

Na quinta-feira, um homem de 87 anos e uma mulher de 84, ambos de nacionalidade japonesa e já com problemas de saúde, foram as primeiras vítimas do coronavírus Covid-19 entre os 621 passageiros do Diamond Princess até agora contagiados pelos vírus.

O coronavírus Covid-19 provocou 2.236 mortos na China continental e mais de 75 mil infetados em todo o mundo, depois de ter sido detetado na província chinesa de Hubei, no final de 2019.

Além dos mortos na China continental, morreram três pessoas no Japão, duas na região chinesa de Hong Kong, duas no Irão, uma nas Filipinas, uma em França, uma em Taiwan e uma na Coreia do Sul.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.