Segundo explicou Laurentina Alonso a responsável pela Casa de Santa Marta, em Chaves, distrito de Vila Real, que é gerida por religiosas, todos os utentes infetados estão numa só ala, separados dos restantes, e encontram-se “estáveis”.

“As famílias estão a par da situação e temos seguido todas as orientações por parte da saúde pública, cumprindo com as normas sanitárias, arejando os espaços e procedendo às desinfeções”, realçou.

“Não foi necessários ter as equipas reforçadas até ao momento. As enfermeiras têm sido incansáveis, estão a fazer tudo para superar esta situação, manter os idosos o mais confortáveis possível", disse ainda.

Após detetado o surto, todo o universo da instituição, que tem no total 128 residentes, já foi alvo de testes, que tiveram resultado negativo, acrescentou.

Segundo o boletim epidemiológico da Unidade de Saúde Pública do Alto Tâmega e Barroso de domingo, registavam-se no concelho de Chaves 563 casos ativos de covid-19 e ainda 44 pessoas em isolamento, sendo a taxa de incidência dos últimos 14 dias de 920,1 casos por cem mil habitantes.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.765.049 mortos resultantes de mais de 80,6 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 6.677 pessoas dos 396.666 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.