“A menina foi encontrada durante os trabalhos de resgate, porque se ouviu o seu choro. Um dos operacionais ouviu-a e de imediato organizou-se uma operação de salvamento”, disseram as autoridades à agência Interfax.

A criança, que apresenta um traumatismo cranioencefálico e hipotermia, foi hospitalizada na unidade de cuidados intensivos de um centro médico local, depois de ter sobrevivido durante mais de 24 horas a temperaturas inferiores a 20 graus negativos.

“Se for necessário, a criança poderá ser transportada para Moscovo, para tratamento”, adiantou, por seu lado, o departamento regional de Saúde.

O número de mortos no desabamento parcial, na segunda-feira, de um edifício de habitação na Rússia, subiu para sete, segundo um novo balanço feito hoje pelas autoridades locais.

O Departamento Regional de Emergências, citado pela agência russa Interfax, anunciou que pelo menos 37 pessoas estão ainda desaparecidas na sequência do desmoronamento do edifício na localidade de Magnitogorsk, que terá tido sido provocado por uma explosão de gás.

Um porta-voz do Ministério para Situações de Emergência da Rússia, que num balanço inicial tinha anunciado três mortos, especificou que foram retiradas dos escombros do edifício 12 pessoas, cinco das quais com vida.

O mesmo porta-voz adiantou que os trabalhos de resgate de vítimas foram, entretanto, suspensos, devido ao risco de colapso do que restou do edifício de nove andares.

As operações de resgate estão também a ser dificultadas pelas baixas temperaturas, que rondam os 20 graus negativos em Magnitogorsk, situada no sul dos Urais, não muito longe da fronteira com o Cazaquistão.

O Presidente russo, Vladimir Putin, deslocou-se na segunda-feira ao local do desmoronamento e visitou os hospitais para onde foram conduzidos feridos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.