As imagens que se seguem podem ferir a sensibilidade dos leitores, pelo menos daqueles fãs de carros de topo de gama.

Esta terça-feira, numa ação ordenada e supervisionada pelo governo das Filipinas, dezenas de carros apreendidos pelas autoridades fiscais nacionais foram destruídos na capital do país, em Manila, de acordo com a agência Reuters.

Em três minutos, uma retroescavadora reduziu as viaturas de luxo... a lixo. No total, foram destruídas mais de duas dúzias de carros de marcas de luxo como Mercedes, Jaguar, Porsche e Corvette, alguns deles avaliados em mais de 115 mil dólares.

“Levem isto aos compradores de aço”, disse Duterte no final da operação. “Eles podem não ter carros destes, mas podem ganhar alguma coisa, fazer brinquedos para as crianças”, ironizou.

Também o ministro das Finanças, Carlos Dominguez, marcou presença na ação contra o contrabando de automóveis de luxo. Aos jornalistas disse que “não compensa fugir aos impostos do país". "Mais vale desistirem, porque nunca irão conseguir”, concluiu.

Também nas cidades de Davao e Cebu, onde mais de uma dezena de carros foram apreendidos, a ação se repetiu.

Em 2017, as autoridades alfandegárias filipinas apreenderam cerca de 2,3 milhões de euros em carros contrabandeados.

O Presidente das Filipinas fez da luta contra a criminalidade e as drogas a principal prioridade do Governo.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.