No acidente morreram seis mulheres, duas crianças e dois homens, entre eles o organizador da celebração religiosa, Valdemir Lourenço de Oliveira, disse a polícia.

As duas vítimas mais graves, que sofreram fraturas expostas, foram levadas para o hospital da capital do Estado de Tocantins, e as outras, com ferimentos ligeiros, foram tratadas num hospital de uma cidade próxima.

A missa realiza-se tradicionalmente na gruta, conhecida como Casa de Pedra, por ocasião da celebração do dia de Todos os Santos.

Segundo fontes da autarquia a missa hoje celebrou-se ao ar livre, mas no final um grupo de mulheres colocou-se debaixo da pedra para rezar e foi nesse momento que se deu a derrocada.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.