De acordo com um relatório da PSE, os portugueses estão a sair mais de casa e a mobilidade está já nos valores normais — ou seja, comparativamente ao que acontecia antes da pandemia. Além disso, desde maio de 2020 e do Natal que a variação dos valores do desconfinamento não registava um valor tão elevado como na semana passada.

Consequentemente, também os níveis de mobilidade sofreram alteração. "Se no período do último confinamento, nos dias úteis entre 15 de janeiro e 12 de março, apenas 32% dos portugueses tinha uma mobilidade elevada ou média, esse comportamento aumentou para quase metade da população (47%) na 2.ª fase de desconfinamento, entre 5 e 9 de abril", pode ler-se.

Segundo o Índice de Mobilidade da PSE  — um indicador em que a base 100 correspondente à mobilidade "normal" na situação pré-covid — "na última semana (dias úteis) estamos já precisamente os mesmos níveis (101) de mobilidade que existiam antes da pandemia.

Todavia, a mobilidade apresentar-se "com a mesma intensidade do que acontecia antes da pandemia, não quer dizer que a mobilidade está exatamente na mesma", uma vez que "existem profundas diferenças nas rotinas dos portugueses entre os períodos pré-pandemia e a atualidade".

No que diz respeito ao confinamento, o relatório mostra ainda que "ao longo de toda a pandemia, globalmente e de uma forma geral, quer no confinamento, quer no desconfinamento, as diretivas das autoridades têm vindo a ser cumpridas pelos portugueses".

"Se os fins-de-semana, com restrições praticamente desde novembro são sempre momentos de menor mobilidade, importa olhar para o comportamento nos dias úteis para perceber a mobilidade no que ao controlo pandémico diz respeito", é referido. "Assim, nos dias úteis, o confinamento aumentou na Páscoa, tal como foi preconizado pelas autoridades, não obstante algumas deslocações para fora da zona de residência, antes da Páscoa".

Recorde-se, contudo, que na Páscoa apenas 54% da população ficou em casa. Em 2020, este valor atingiu os 74%.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.