Dois cidadãos suecos morreram neste atentado.

"Os agentes da Polícia Nacional detiveram uma pessoa em Benahavís (Málaga) pela sua ligação ao atentado 'jihadista' cometido na Bélgica", informou a polícia num comunicado, acrescentando que o indivíduo era alvo de uma ordem internacional de detenção e entrega emitida pelas autoridades belgas.

O autor do ataque, um homem tunisino "radicalizado", foi morto a tiro pela polícia belga.

O suspeito detido em Espanha tinha um mandado de busca "por crimes de tráfico de droga, tráfico de armas, lavagem de dinheiro e participação em organização criminosa". No momento da sua detenção, tinha na sua posse documentação falsa, acrescentou o comunicado.

Com base nas informações fornecidas pelas autoridades belgas, foi aberta uma investigação sobre a possível relação deste indivíduo com o autor dos ataques em Bruxelas.

"Os esforços feitos permitiram-nos determinar como ambos estariam ligados a atividades criminosas relacionadas com crime organizado", disse a polícia espanhola na sua nota.

Esta não é a primeira detenção depois deste atentado, ocorrido pouco antes de um jogo de futebol entre as seleções da Bélgica e da Suécia.

Outros dois homens suspeitos de terem ligações ao agressor foram detidos em França e acusados de associação criminosa para fins terroristas e de cumplicidade em homicídio ligado a uma organização terrorista.

Na última quarta-feira, o Ministério Público belga anunciou a detenção de outra pessoa por suspeita de ligação com a arma usada pelo agressor.

Na noite de 16 de outubro, o tunisino Abdesalem Lassoued matou a tiros dois cidadãos suecos que estavam em Bruxelas para assistir a um jogo entre a seleção do seu país e a Bélgica. Neste ataque, um terceiro cidadão sueco ficou ferido.

Lassoued foi localizado e identificado na manhã seguinte, mas apresentou resistência e foi abatido pela polícia.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.