O detido tem 24 anos, é solteiro e empregado de restauração e é suspeito da prática dos crimes de fogo posto, entre fevereiro e junho, na freguesia de Buarcos, de acordo com a informação divulgada hoje pela PJ, em comunicado.

“Com uso de chama direta, ateou os incêndios na floresta, em zona com vasta mancha florestal, com continuidade vertical e horizontal, confinante com a zona urbana, com áreas ardidas de cerca de dois hectares, que teriam proporções mais gravosas caso não tivesse havido uma rápida intervenção dos meios de combate”, lê-se no documento.

De acordo com a PJ, foi colocada em perigo a integridade física e a vida de pessoas, além dos riscos para habitações e a mancha florestal.

Presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação, o detido ficou obrigado a permanecer em casa, com pulseira eletrónica.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.