Até agora, Copenhaga não havia recomendado esta vacina para pessoas com mais de 65 anos, argumentando que os dados científicos do laboratório anglo-sueco eram insuficientes.

“Os resultados escoceses são positivos. Eles mostram uma diminuição acentuada do risco de hospitalização ligada à covid-19, também em idosos”, adiantou uma responsável da Agência Nacional de Saúde Sundhedsstyrelsen, Bolette Søborg, citada num comunicado.

“As dúvidas estavam a surgir a partir dos dados limitados obtidos em estudos de aprovação de vacinas. E, agora, está confirmada em grande escala” a sua eficácia nos mais idosos, disse a responsável.

A França e a Alemanha também já estenderam a vacina AstraZeneca a pessoas com mais de 65 anos.

Na Dinamarca, país da UE onde a campanha de vacinação se encontra entre as mais avançadas, 3,2% dos 5,8 milhões de habitantes estão totalmente vacinados e 8,3% receberam a primeira dose.

O país espera ter vacinado toda a sua população adulta até ao final de junho.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.