Os danos nos gasodutos Nord Stream perto de uma ilha dinamarquesa no Mar Báltico são devidos a "atos deliberados" e "não a um acidente", disse a primeira-ministra dinamarquesa Mette Frederiksen nesta terça-feira.

Copenhaga espera que os danos nos gasodutos, que não estão operacionais, mas cheios de gás, durem "pelo menos uma semana", até que o metano que sai dos tubos subaquáticos se esgote, revelou o ministro dinamarquês de Energia e Clima em entrevista coletiva.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.