A dívida do Estado tinha aumentado 4,9% em 2018 para 181,1% do PIB.

O PIB da Grécia alcançou 187.456 milhões de euros a preços correntes em 2019, mais 1,5% que no ano anterior.

O Orçamento de 2019 apresentaram um excedente de 2.745 milhões de euros (1,5% do PIB).

Em relação ao excedente primário – que exclui o pagamento da dívida e é o que toma em conta nas negociações com os credores do país – alcançou 4,4% do PIB, apesar das ajudas sociais que o Governo grego esquerdista de Alexis Tsipras distribuiu antes das eleições antecipadas de julho de 2019 e do alívio fiscal introduzido imediatamente depois das mesmas pelo vencedor, o conservador Kyriakos Mitotakis.

Contudo, as consequências financeiras da pandemia da covid-19 mudaram radicalmente as perspetivas da economia grega que, depois de oito anos de recessão durante os quais perdeu 25% do seu PIB, acumulou quatro anos consecutivos de crescimento entre 2016 e 2019.

Para o ano em curso prevê-se uma recessão entre 4% e 10% do PIB.

A dívida do Estado, segundo as estimativas mais recentes do Fundo Monetário Internacional (FMI), alcançará 200,8% do PIB.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.