Segundo fontes policiais ambos casos são investigados como sicariato ou morte por encomenda.

O último caso aconteceu pouco depois das 12:30 locais de terça-feira (17:30 em Lisboa) no município Jesus Enrique Lossada daquele Estado e a vítima foi identificada como Michael Padrón, vereador suplente do PSUV na câmara municipal.

Testemunhas do ocorrido dão conta que dois desconhecidos, que se faziam transportar numa motocicleta, dispararam contra o político que se encontrava de costas, a caminho de da casa de um familiar.

Michael Padrón, 28 anos, fazia parte da Frente Francisco de Miranda (anti-imperialista, criado em 2003 pelos falecidos líderes socialistas Hugo Chávez e Fidel Castro) e vereador suplente de Verimar Sánchez, que a 15 de fevereiro último foi atacada e ferida a tiros por desconhecidos que assassinaram o filho, Adalberto Meléan Sánchez, de 19 anos.

O segundo crime ocorreu a 06 de junho, no município Catatumbo, do Estado de Zúlia, com a vereadora Milagros Bedoya, do PSUV, assassinada a tiro também por desconhecidos, nas proximidades da sua residência.

A 01 de maio último três homens armados atacaram a tiro o presidente da Câmara Municipal Jesus Enrique Lossada, Junior Mujica, que conseguiu sair ileso. Dois guarda-costas ficaram feridos.

Em finais de novembro de 2018, David Alejandro Mujica de 22 anos, sobrinho de Junior Mujica e filho do deputado David Mujica, foi assassinado a tiro por desconhecidos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.