O Partido Unionista Democrático da Irlanda do Norte poderá ser o protagonista inesperado da vida política britânica dos próximos dias, tendo o número de lugares chave que pode fazer com que os Conservadores se mantenham em Downing Street, uma vez que o nascer do sol em Westminster trouxe consigo a certeza de um parlamento “pendurado”.

Os Tories emergiram como o partido que conquistou mais lugares, mas sem uma maioria absoluta, o que dá aos deputados do partido norte-irlandês, em caso de coligação ou de um acordo, a oportunidade de negociar com Theresa May um apoio aos Conservadores de modo a que estes consigam formar governo e manter a maioria com que partiu para este cenário eleitoral.

O DUP é o maior partido político sindicalista da Irlanda do Norte, mas um dos partidos mais pequenos da Câmara dos Comuns. Em 2015 tinha 8 lugares, hoje conseguiram alcançar os 10.

Fundado por Ian Paisley, o DUP é o maior partido do parlamento da Irlanda do Norte e o quinto maior partido na Câmara dos Comuns do Reino Unido.

Jeffrey Donaldson, responsável político do partido, admitiu que o DUP estaria disposto a conversar com o partido de Theresa May caso os resultados das eleições originassem um parlamento 'pendurado'. "Este é um território perfeito para o DUP uma vez que, por razões óbvias, se os Conservadores ficarem aquém da maioria absoluta. "Coloca-nos numa posição negocial muito forte", disse Donaldson.

Assim que se começou a cogitar um eventual acordo entre Tories e o partido norte-irlandês, o site do DUP esteve "em baixo" e a pesquisa pelo seu nome no Google aumentou em 29% (números superiores, por exemplo, aos registados nas pesquisas pelo Labour e pelos Conservatives).

A contagem terminou com o DUP a garantir 10 dos 18 lugares da Irlanda do Norte no Parlamento britânico.

Já de manhã, Arlene Foster, líder do DUP, mostrou-se agradada como aquela que foi "uma boa noite para o partido", para além de ter agradecido, no Twitter, às quase 300 mil pessoas que votaram no partido norte-irlandês.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.