"A Secretaria Regional de Saúde e Proteção Civil informa que no seguimento da confirmação de infeção de um indivíduo do sexo masculino por covid-19, dia 22 de março de 2020, e tratando-se de um funcionário do Edifício do Campo da Barca, o delegado de Saúde do Funchal procedeu ao encerramento deste edifício a partir de hoje", pode ler-se num comunicado.

Neste edifício funcionam os serviços da Secretaria Regional de Equipamentos e Infraestruturas, Secretaria Regional do Ambiente e Alterações Climáticas e a empresa Investimentos Habitacionais da Madeira, com um total de cerca de 500 trabalhadores.

"Todos foram informados da importância do cumprimento de todas as recomendações, bem como proceder a auto vigilância", refere.

A Secretaria Regional da Saúde recomenda que os trabalhadores, caso apresentem algum sintoma, como tosse, febre, ou dificuldade respiratória, devem ligar para a linha SRS24 Madeira: 800 242420.

Segundo a nota, "está em curso a investigação epidemiológica" e, nos próximos dias, "será feita uma desinfeção de todos os espaços do edifício do Campo da Barca".

Quanto aos funcionários, vão cumprir o período de quarentena no seu domicílio.

Neste edifício estava em vigor um plano de contingência elaborado para a covid-19, tendo por base as orientações da Autoridade de Saúde Nacional e respetivas adaptações à Região Autónoma da Madeira pela Autoridade de Saúde Regional.

Domingo, o Instituto da Administração da Saúde da Madeira anunciou que a região tem nove casos confirmados de covid-19, sendo três homens e seis mulheres, com idades compreendidas entre os 60 e os 79 anos.

Quatro doentes são cidadãos dos Países Baixos e cinco são portugueses residentes na Madeira.

Do total de doentes, oito estão internados na unidade dedicada à covid-19, no Hospital Central do Funchal, e um permanecerá em isolamento no seu domicílio a partir de hoje.

Na região, 429 pessoas estão em vigilância ativa, entre as quais 147 que tiveram contacto com os casos confirmados ou com regiões de transmissão ativa da doença, incluindo 19 profissionais de saúde.

Por outro lado, 1.409 pessoas estão em vigilância passiva.

As autoridades de saúde da Madeira já assinalaram 69 casos suspeitos de infeção pelo novo coronavírus desde o dia 29 de fevereiro, dos quais 59 foram negativos.

Portugal regista 23 mortes, mais nove do que no domingo, e 2.060 pessoas infetadas, segundo o boletim de hoje da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O país está em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira e até às 23:59 de 02 de abril.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 324 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 14.300 morreram.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.