"Uma opção poderia ser comprar o hospital privado [inaugurado em maio deste ano] para que comecemos a criar equipas exclusivamente dedicadas às doenças oncológicas", disse hoje, no Funchal, Rafael Macedo, número dois da lista encabeçada por Fernando Manuel Teixeira, que atualmente não se encontra no arquipélago.

A candidatura regional do Partido Unido dos Reformados e Pensionista às legislativas de 6 de outubro assenta o seu programa eleitoral em quatro pilares: saúde, economia, assuntos sociais e justiça.

Ao nível da saúde, o objetivo é tornar o setor público regional "mais robusto", o que passa por criar um "míni IPO" na região autónoma, considerando que o cancro é uma das principais causas de morte em Portugal.

Rafael Macedo destacou que, em termos económicos, as propostas do PURP passam por reduzir o IVA em dois pontos percentuais e estabelecer uma ligação marítima de ferry com o continente durante todo o ano [atualmente ocorre apenas nos meses de verão].

O partido defende também que o aeroporto do Porto Santo deve ser equipado para receber mais aviões, servindo de alternativa ao da Madeira, quando está condicionado por motivos meteorológicos, e simultaneamente propõe a entrada em funcionamento de um ferry rápido para o transporte de passageiros entre ilhas.

Rafael Macedo salienta que, na área social, o PURP quer o aumento das pensões, ao passo que no campo da justiça o objetivo é criar uma equipa dedicada exclusivamente ao combate à corrupção, pois considera-a responsável pela "fragilidade" do Estado social.

"A partir daqui podemos começar a fazer uma política de defesa mais ou menos generalizada para as pessoas e os empresários", salientou.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.