Em fevereiro, o site de notícias satíricas norte-americano, The Onion, publicou uma história sobre Elon Musk intitulada: “Elon Musk oferece 1,2 mil milhões de dólares em subsídios a qualquer projeto que prometa conseguir fazê-lo sentir-se realizado”.

A história que parecia mais uma das notícias bem-humoradas do The Onion tinha, afinal de contas, um fundo de verdade.

De acordo com o The Daily Beast, o milionário tentou comprar o jornal satírico, mas o The Onion não aceitou a proposta. E Musk, à boa maneira de quem consegue sempre aquilo que pretende (e de quem tem o dinheiro para o fazer), não aceitou um não como resposta e decidiu criar o seu próprio jornal satírico contratando mesmo alguns dos criativos do The Onion.

O antigo editor chefe do jornal, Cole Bolton, e o editor executivo, Ben Berkley, que deixou o The Onion no ano passado devido a divergências com a direção, estão a trabalhar no projeto de Musk em Los Angels desde então.

Mas só quem não está familiarizado com aquele que é um dos jornais satíricos mais famosos dos Estados Unidos é que poderia pensar que Musk não teria uma resposta à altura.

A retaliação do humor contra os milhões do jovem milionário começou, primeiro, fora do The Onion com o ClickHole, também um site satírico, a publicar um artigo intitulado: “Eu fiz tudo o que era possível para comprar o ClickHole, mas a integridade editorial deles derrubou a minha oferta milionária, e eu respeito-os ainda mais por isso (por Elon Musk)”.

Esta quinta-feira foi a vez do próprio The Onion fazer das suas com a publicação de um artigo com o título: “Elon Musk envergonhado depois de se aperceber que propôs uma ideia para algo que já existe”.

Conta a Fast Company que parece ser muito provável que o The Onion e o ClickHole continuem a formar uma dupla e a tomar de assalto o Twitter com este género de notícias até que Musk decida desistir do seu projeto secreto.

Mas o homem à frente da Tesla e da SpaceX não se costuma deixar derrubar facilmente. Na passada quarta-feira um enigmático tweet onde aparecia escrito “Thud!” seguiu-se do anúncio da criação de um “império de media intergaláctico”. “Este vai ser o nome do meu novo império de media intergalático, o ponto de exclamação é opcional”.

À CNBC, Musk afirmou, através de um porta-voz da Tesla, que “é óbvio que a comédia é a próxima fronteira, depois de veículos elétricos, exploração espacial e inteligência artificial”. “Não percebo como é que ninguém vê isto”, afirma.

Conta o The Daily Beast que, de acordo com fontes próximas, Musk não terá supervisão direta sobre este projeto, nem estará envolvido numa rotina diária.

Por agora ainda permanece tudo envolvido num certo secretismo, mas parece que depois de ter colocado no mercado um lança-chamas e de ter enviado um carro para o espaço o próximo passo é satirizar o mundo.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.