Em declarações à agência Lusa, o presidente da Câmara de Resende, Garcez Trindade, explicou que o projeto vai nascer de uma parceria entre a autarquia, a Associação Portuguesa de Pais e Amigos dos Cidadãos com Deficiência Mental (APPADCM - Viseu) e o Seminário Menor de Resende.

"O Seminário Menor de Resende tinha cada vez menos alunos e está previsto que os que restam sejam transferidos para Braga, de maneira que o edifício ficará devoluto e surgiu esta ideia e oportunidade", acrescentou.

De acordo com o autarca, Resende tem "uma lacuna grande do ponto de vista social, em termos de cidadãos portadores de deficiências mental", já que a resposta existente nesta área "é muito pequena e insuficiente".

"Decidimos ver se havia possibilidades de aqui instalar um equipamento social que pudesse servir de lar residencial e como centro de atividades ocupacionais, com capacidade para 30 utentes em cada valência. Desenvolvemos o projeto e já fomos recebidos pelo ministro da Segurança Social que nos disse que até final do ano teríamos um programa tutelado pelo Governo para nos candidatarmos", revelou.

No seu entender, como a APPACDM tem sede em Viseu e um polo em Santa Comba Dão, no sul do distrito de Viseu, com a concretização deste projeto Resende ficaria com um polo a norte do distrito para servir toda esta região.

"Quando abrir essa possibilidade, teremos tudo para seguir com este sonho de ter em Resende um polo norte da APPACDM, readaptando aquele edifício com todas as condições técnicas próprias de um equipamento desta natureza", referiu.

Sobre o valor das obras, Garcez Trindade apontou que ainda não está estimado, porque "a avaliação técnica ainda está a ser feita".

"Esperamos que até ao final do ano haja notícias do Governo no sentido de por em prática um programa que possa ajudar a colmatar esta lacuna que existe", concluiu.

A apresentação do projeto que prevê a instalação deste equipamento social no Seminário Menor de Resende terá lugar às 19:00 de quarta-feira, no auditório do Museu Municipal de Resende.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.