António Costa esteve ontem na capital francesa para um almoço de trabalho com Macron, com a preparação da presidência portuguesa da União Europeia como tema principal. Pelas fotografias e vídeos divulgadas pela imprensa, é possível constatar que António Costa utilizou sempre máscara, mas que nem sempre manteve o distanciamento recomendado. O encontro terá durado mais de duras horas.

Esta quinta-feira, menos de 24 horas depois dessas imagens, o gabinete do Chefe de Estado francês comunicou pela manhã que o presidente tinha testado positivo à covid-19. Em virtude desse encontro, o primeiro-ministro português encontra-se em isolamento profilático preventivo até o grau de risco ser avaliado por parte das autoridades de saúde, tendo realizado o teste à covid-19 em São Bento — local onde se encontrava quando tomou conhecimento da notícia do teste positivo de Macron e onde já iria efetuar um teste de despiste por causa das visitas oficiais marcadas a África, de acordo com a SIC Notícias.

A informação do isolamento já tinha sido revelada em comunicado, que dava conta de que o líder do executivo não apresentava quaisquer sintomas. No entanto, a imagem da realização do teste foi partilhada na sua conta oficial da rede social Twitter, onde acrescenta que se "sente bem".

António Costa decidiu cancelar as suas visitas oficiais a São Tomé e Príncipe e Guiné-Bissau, previstas para decorrerem entre sexta-feira e domingo. Através de um comunicado, o governo adianta que além das visitas, António Costa decidiu cancelar toda a agenda pública que implique a sua presença física. Porém, mantém toda a atividade executiva e a agenda de trabalho, que realizará à distância.

Antes de se saber do resultado do teste do presidente francês, o primeiro-ministro preparava-se para participar esta manhã numa reunião sobre o Plano de Vacinação no Palácio da Ajuda, à qual não foi presencialmente, tendo participado por videoconferência a partir de São Bento.

Já Emmanuel Macron, segundo o comunicado oficial do Palácio do Eliseu, efetuou um teste PCR assim que sentiu os primeiros sintomas. No entanto, não há qualquer referência sobre quais.

"O Presidente da República foi diagnosticado positivo para a covid-19 hoje. Este diagnóstico foi feito após um teste de PCR realizado no início dos primeiros sintomas", frisa o comunicado emitido esta manhã, citado pela agência Reuters.

Ainda assim, é explicado na nota do Eliseu que, de acordo com as normas sanitárias em vigor em França, Macron ficará isolamento durante sete dias, acrescentando que "vai continuar a trabalhar e assegurar as suas atividades à distância".

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.