“A gema branca, extraída no bloco 6 da mina, é a 15.ª de mais de 100 quilates recuperada no Lulo, a 2.ª de mais de 100 quilates explorada em 2020, e a 4.ª maior desde o início das operações”, adiantou em comunicado a Endiama.

Os blocos 06 e 08 foram responsáveis pela produção de 13 das 15 pedras com mais de 100 quilates saídas desta mina, incluindo o maior diamante alguma vez encontrado em Angola (2016), com 404,2 quilates.

A Sociedade Mineira do Lulo, que opera a mina é formada pela Endiama, a empresa australiana Lucapa Diamond e a Rosas e Pétalas.

O presidente do conselho de gerência da Sociedade Mineira do Lulo, Domingos Machado, citado na nota, indicou que a empresa vai passar a concentrar as suas operações nos blocos 06 e 08 e “intensificará a prospeção na parte sul da concessão, onde, ao que tudo indica, há maior propensão para o aparecimento deste tipo de pedras”.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.